10% off all photos on 500px Prime until July 31Start exploring now!

Era noite e eu procurava um hotel em San Gimignano. Não havia. Ao menos não para o meu bolso ou sem reversas.

Dizem que quando a gente faz o bem, a gente recebe o bem de volta, e foi exatamente isto o que aconteceu naquela noite. Dentro da cidade fortificada encontrei um lugar aberto para comer - isso é realmente difícil de acontecer nas pequenos paesinos do interior da Itália, ainda mais depois da meia-noite. E nada como uns copos de vinho para fazer novos amigos. O garçon do bar, meu amigo dose-única, me disse que ali eu não acharia nada àquela hora, mas que na cidadela vizinha talvez poderia encontrar uma cama e um banho quente. Se eu quisesse, ele poderia ligar para um amigo e ver o que era possível arranjar. Aceitei com sorriso aberto em meu rosto e assim consegui um hotel em Pognibonsi, uns 15km dali.

Tive a certeza de que meu italiano estava afiado quando consegui chegar ao destino mesmo sem GPS ou mapa. Fiquei orgulhoso de mim mesmo.

Lá fui recepcionado pelo Signor Vitto. Deixei as coisas no quarto e desci para bater papo com ele. Eu gosto muito de bater papo.

A luz fraca da portaria e o ruído indecifrável de um jogo de Eurocopa na tv foram nossos companheiros durante uma conversa que durou bem dizer o restante da madrugada. Quando o dia dava as primeiras luzes, perguntei para Don Vitto (eu já o chamava assim) qual era o passeio que ele mais gostava na região, ao que ele me respondeu, cheio de detalhes, que havia um lugar onde todas as propagandas de carro eram feitas. Estradinhas sinuosas em meio a paisagem exuberante da Toscana. Disse-me ainda que havia um lugar, fora da estrada, chão batido, que era muito, mas muito bonito, mas que seria difícil encontrá-lo sem um mapa. Um local onde nem os paesinos costumavam ir, quiçá turistas. Me prontifiquei a memorizar as coordenadas e os pontos de referência que ele me passaria. O sol começara a raiar. Subi, só tomei um banho, paguei minha diária inutilizada e voltei para a estrada. Assim. ao início da tarde encontrei esse lugarzinho entre Malamerenda e Radi. Encontrei esse amarelo-ouro e ess azul com essa casinha lá no fundo. Encontrei a plantação de trigo sibilante à brisa quente dos 40º graus do verão italiano. E ali, caminhando em meio à plantação, ouvindo os guizos de cada cacho de trigo encontrei a paz..

Discover more inspiring photos like this one.

Download the FREE 500px app Open in app