Our Valentine's gift to you: 15% off Plus & Awesome! Upgrade now

Julio Cesar

Quero dormir, mas algo sempre me impede. Nunca demora muito para que eu desista.
Meu corpo pede descanso, mas minh'alma? Não! Minh'alma nunca descansa. Seu fôlego é tão infinito quanto a plenitude do universo - ela é um universo, eu sei.
Flutuo, sigo pela corrente de algo que desconheço, ou pelo menos quero acreditar desconhecer, ganho velocidade, mudo minha vibração, percorro as luzes da escuridão. Oh! Quantas luzes.
Meus olhos se tornam desnecessários, não há nada que eles sejam capazes de enxergar por ali. Só é possível sentir, sentir e sentir. Apalpar a luz, engolir os sons, exalar músicas, mastigar os cheiros...
Sinto planetas, constelações, outras vidas... brinco em outros sóis, em outras luas... atravesso um Pulsar de amor com outras Vênus.
Eu queria ficar assim, por ali, daquele jeito. Mas sou avisado que toda viagem tem seu ponto de partida e ponto de chegada, por mais distantes que estejam um do outro e que apesar de saber do meu ponto inicial e ser um exímio conhecedor de grande parte do caminho, ainda não estou habilitado a frequentar o ponto de chegada.
Tudo me é oferecido para que eu nunca me esqueça da direção que meus pés devem apontar na manhã seguinte, assim que acordar, depois de finalmente ser liberado para dormir.

  • 20 Affection
  • 763 Photo Views
  • 2 Followers
  • 19 Following
  • Aracaju, Sergipe, Brasil