Ney Couteiro

Graduado em Composição pela Universidade Federal de Goiás e é mestre em Música (arranjo) também pela UFG. Atua principalmente nas seguintes áreas: Produtor, arranjador, compositor, instrumentista e educador.

Aperfeiçoou-se em violão com o professor Henrique Pinto; em composição e harmonia com o mestre H. J. Koellreutter (Alemanha), Estécio Marques, Gunter Bauer e Henrique Morozowicz. Arranjo e orquestração com o maestro Ciro Pereira (Jazz Sinfônica) e o professor Beto Iannicelle (ULM) e regência com o maestro Elizeu Ferreira.

Como educador, trabalhou por 7 anos na ULM (Universidade Livre de Música Tom Jobim SP) como professor de violão (individual e coletivo) e Teoria Musical.

Acompanhou diversos artistas como: Vanessa da Mata, Consuelo de Paula, Dércio Marques, Sabah Moraes, Doroty Marques, Kátya Teixeira, entre outros.

Lançou em 1997 seu primeiro CD, CONCERTORIA (gravadora CPC-UMES - distribuição ELDORADO), com músicas de sua autoria e parcerias. O CD, em 1998, foi considerado pela crítica de alguns jornais, como o melhor do ano, incluindo Concertoria melhor canção. Lançou em 2010 seu segundo CD SONHARES onde tem participações de vários intérpretes, como: Sabah Moraes, Katya Teixeira, Dércio Marques, Maira, Maria Eugênia, Fabiana Tavares, Tonzera, Alba Franco e Chico Aafa. Em 2011, lançou seu 3º cd, “Lendas de Quintal”, este em parceria com Sabah Moraes.

Como produtor, arranjador e diretor musical, realizou vários trabalhos em CDs: Sabah Moraes (Pedra - Indicado para o Premio Shap, Ave Encantadeira, O mundo é Cheio de Sons - indicado para o Premio TIM); Chico Aafa (Cantam em Si as Cigarras, Cio das Águas); Leonardo Lorena (Sol na Madeira) e outros. Dirigiu e arranjou os DVDs de Sabah Moraes (2011) e Almir Pessoa (2010) e shows.

No teatro, é diretor musical, instrumentista e arranjador do espetáculo “Abrazos” e “Theatro Muzical Profano”, e Diretor musicial e músico dos musicais “Puro Brasileiro” (7 anos em cartaz) e “Café Cantante Punhal Reluzente”, todos dirigidos por Marcos Fayad. Compôs o musical “Música do Coração” com textos do escritor Miguel Jorge e direção Marcos Fayad e “Ser Tão Grande” de Guimarães Rosa com adaptação e direção de Danilo Alencar.

Ney Couteiro é conhecido músico e produtor musical, muito respeitado no meio artístico. Além de um refinado compositor por formação, é Mestre em música pela UFG.
Ney é um pescador de momentos, risos, emoções, olhares, cores e movimentos, cantos e sonhos, gestos e luzes. Sua veia de artista contribui muito para seu sensível olhar de fotógrafo, registrando sempre instantes precisos de pessoas, de artistas, da natureza.
Foi autor das fotos das capas dos Cds dos cantores Yara de Mello, Luiz Augusto, Pedro Oliveira, Diones Correntino e de seu mais recente trabalho Trilha, Veredas e Outros Caminhos, entre outros.
Fez cobertura dos shows do projeto Goiania Canto de Ouro 2013; shows e peças de teatro.
Foi still do curta metragem Dia de Ira, de Amarildo Pessoa.
Fez ensaios fotográficos de artistas como as cantoras Sabah Moraes, Débora di Sá, Luiz Augusto, Bia Tavares, Juliano Lucas, Clara Couteiro, Pedro Oliveira, Isabel Roriz entre outros artistas.
Em novembro de 2013, teve sua primeira exposição individual, realizada em Goiânia com o nome "Sacrário", com fotos de igrejas e motivos religiosos de várias cidades do estado de Goiás, repetida em 2014 em Nerópolis (GO).
Em 01/2014, registrou as paisagens quase intocadas das cidades Soure, Cachoeira do Arari e Salvaterra, na Ilha do Marajó, e de Igarapés e praias em Curuçá, no Pará, trabalho este, “Recanto das Águas”, agraciado no projeto “Portfólio em Foco” da iPhoto Editora, especializada em fotografia.
Em 05/2014, participou da exposição coletiva "Mãe: a renovadora e reveladora do mundo" e no FICA 2014 (Festival Internacional de Cinema do Meio Ambiente) com a exposição coletiva “Restos de Nós”, promovida pelo Fotoclube Olhares do Cerrado, no qual participa.
Como fotógrafo, participou de vários salões nacionais em 2014, como o "IV Salão Nacional de Fotografia de Araraquara” (SP); no "Mês da Fotografia 2014” (DF), em Manaus, para o I Concurso Amazonense de Fotografia P&B”, obteve menção honrosa no “IV Salão Nacional de Arte Fotográfica de Goiás” (GO) e o primeiro lugar no “XVIII Salão Nacional de Arte Fotográfica de Londrina” (PR).

  • 1,127 Affection
  • 13,207 Photo Views
  • 57 Followers
  • 392 Following
  • Goiânia, Goiás, Brazil